I


Cursos Grátis Online

“Como administrar o meu dinheiro?”
Eu costumo receber muito essa pergunta no meu dia-a-dia. A administração financeira pessoal é um dos assuntos mais importantes que você pode estudar. Vá por mim: com o conhecimento correto de como administrar o seu dinheiro, você terá uma vida muito melhor! Por quê? Porque através da organização financeira você conseguirá viver uma vida muito mais tranquila, plena e com menos preocupações.

1 – Saia do vermelho

Cursos Grátis Online

A primeira dica de administração financeira pessoal é se livrar das dívidas.

Aqui, não me refiro a todas as dívidas.

Mas sim àquelas mais onerosas: a do cartão de crédito, o cheque especial, qualquer tipo de crédito consignado e aí por diante.

Exclua, desta regra, as dívidas para financiamento imobiliário. Estas possuem um perfil bem diferente, com uma taxa de juros bem reduzida. Além disso, são necessárias em muitos casos.

Agora, como sair do vermelho?

Simples: promovendo uma verdadeira guerra às dívidas.

Venda bens, tente encontrar uma nova fonte de renda, pare de gastar dinheiro com as coisas que não são absolutamente necessárias e aí por diante…

2 – Guarde 10% de tudo que ganhar para investir

Existe um ponto de vista defendido por muitos bilionários e pessoas bem sucedidas financeiramente, que é o seguinte: “pague a si próprio primeiro”.

Antes que alguém use a frase como desculpa para dar calote nos outros, é bom explicar melhor.

A ideia é que você separe pelo menos 10% do que ganha imediatamente, antes mesmo de olhar para as contas ou itens de lazer. Entrou R$ 100,00? Separe R$ 10,00 agora mesmo para investir! Simples assim.

Essa atitude, além de garantir a construção de patrimônio, cria um hábito financeiro muito saudável. E não pense que você vai morrer de fome por separar 10% do dinheiro que ganha.

Muito pelo contrário: às vezes, começar o mês um pouco mais apertado obriga você a ser criativo, seja na hora de poupar ou na hora de criar oportunidades que gerem novas receitas.

Antes de passarmos ao próximo item, uma ressalva: esse dinheiro deve ser investido, e não simplesmente “separado”. É importante que você faça esse valor render.

Para isso vale a pena estudar as diferentes possibilidades do mercado, desde renda fixa até bolsa de valores, e escolher o investimento que se adequar melhor ao seu perfil.

3 – Reinvista todo rendimento de seus investimentos

Sabe aqueles 10% que acabamos de falar no item anterior? Se você achou que no futuro eles serviriam para torrar em viagens, carros ou qualquer item que seja seu sonho de consumo, está enganado. Todo o rendimento deve ser reinvestido.

Aí você pode pensar: mas de que adianta ter dinheiro se eu não vou usá-lo?

Calma.

A ideia é que você construa patrimônio, e não apenas poupe uma quantia todo mês. O seu patrimônio é a sua real riqueza, o resto é ilusão. De nada adianta ter um salário ou lucro gigantesco na sua empresa se no final do ano você não tiver guardado nada.

Pessoas de mentalidade rica estão sempre buscando alternativas para enriquecer seu patrimônio, de forma que possam viver de rendimentos no futuro. Se você tiver disciplina para investir e reinvestir o seu dinheiro, daqui a alguns anos não precisará se preocupar com questões como a previdência social, que não necessariamente é uma alternativa segura para a aposentadoria.

4 – Gaste menos do que você ganha - Cursos Grátis Online

Cursos Grátis Online

De nada adianta seguir a primeira dica, se você tiver o hábito de gastar mais do que ganha.

Por quê?

Porque desta forma, com o tempo, você acabará contraindo novas dívidas.

Aqui, não existe segredo: se você não consegue gastar menos do que ganha, então você precisa reduzir o seu padrão de vida.

Adote hábitos frugais, faça menos programas caros e aí por diante.

Só não continue gastando mais do que você ganha.

Se você não seguir esta dica ao pé da letra, pode ter certeza que jamais conseguirá administrar o seu dinheiro da forma mais adequada.

Títulos Públicos

Os Títulos Públicos são uma das formas mais seguras de aplicar seu dinheiro. Esses papéis apresentam rendimento bem maior que o de uma poupança e não correm risco de desvalorização de um dia para o outro. Os Títulos Públicos fazem parte do Tesouro Nacional e, por essa razão, são vinculados ao Governo Federal. Essa é a forma que o governo do País usa para captar recursos que financiarão suas próprias atividades.

Ações

Investir em ações significa que você colocará dinheiro em pequenas cotas de uma empresa que estão disponíveis na bolsa de valores. Esse tipo de investimento, apesar de ter capacidade de gerar altos lucros, pode também complicar a vida de quem não apresenta o conhecimento necessário da área. Caso se decida por aplicar em ações, é imprescindível que você acompanhe diariamente a movimentação da empresa na qual está investindo.

Fundos de investimento

Outra opção para quem deseja sair do investimento em poupança, esses fundos são formados por diversos investidores que desejam aplicar em alguma série de ativos. Essas áreas podem ir desde commodities até títulos de renda fixa. Apesar de oferecer algum risco para quem aplica nessa opção, quanto mais diversificado for o fundo, menos arriscado será o investimento.

5 – Tenha objetivos financeiros

Uma das maneiras mais naturais de manter o controle e administrar seu dinheiro de forma correta é colocar um objetivo maior como algo que deve ser alcançado. Dessa maneira você condicionará sua mente de que todo o esforço valerá a pena. Então, nada mais sábio do que transformar seus sonhos nesses objetivos. Por exemplo, que tal colocar como objetivo trocar de carro, comprar um apartamento ou então fazer aquela viagem dos sonhos? Sendo assim, as chances do seu planejamento dar certo é muito maior, além de que quando você abrir mão de algum gasto desnecessário, será algo muito mais prazeroso, pois você saberá que é por um bom motivo.

6 – Transforme um gasto variável em fixo

Outro grande vilão da nossa vida financeira são os gastos variáveis, ou seja, aqueles que não foram estabelecidos um limite. Por exemplo, a cervejinha com os amigos, o almoço de sexta com os colegas de escritório em um restaurante mais caro e por aí vai. O grande problema desse tipo de despesa é que nunca se sabe o seu valor exato no fim do mês e há casos em que elas ultrapassam qualquer limite que se possa imaginar, porque não há controle e nem ideia do quanto é um valor ideal para não comprometer o seu orçamento. Por isso, transforme esses gastos em algo fixo e faça o controle dessa despesa. Por exemplo, se você definir que vai gastar no máximo R$200 por mês com as idas a bares e restaurantes, você precisará monitorar o andamento dessa despesa e abrir mão de convites quando esse tipo de gasto atingir o valor que foi estabelecido.

7 – Invista em conhecimento - Cursos Grátis Online

Cursos Grátis Online
“Investir em conhecimento rende sempre os melhores juros” ~ Benjamin Franklin
Você sabe qual é o melhor investimento do mundo? É o investimento em você mesmo. Independentemente da sua condição financeira, do seu perfil de tolerância ao risco ou de qualquer outra coisa. Vá por mim: este é o melhor investimento que você pode fazer na sua vida. Portanto, crie o hábito de investir em você mesmo.Faça Cursos Grátis Online e crie o hábito de investir em conhecimento!